fbpx

Polimento do veículo: quando ele é necessário?

Todo mundo quer ter um carro com aquela impressão de recém-saído da loja, não é mesmo? O polimento é um serviço que ajuda bastante nesse sentido. Ele realça a pintura e a lataria do veículo, causando aquele impacto visual de carro novo.

No entanto, como em tudo na vida, é preciso ter equilíbrio. O polimento deve ser realizado em situações específicas, sem excesso. Realizá-lo com frequência exagerada pode ser mais prejudicial do que benéfico.

Entendendo o polimento

O polimento do veículo é um serviço de relativa complexidade. Ele é executado com um instrumento chamado politriz, com lixas abrasivas. Esse instrumento realiza movimentos circulares sobre a lataria do carro, chegando a superar a marca de 2 mil rotações por minuto.

O movimento deve ser delicado, de modo que sejam removidos os riscos e as manchas que estejam na superfície do carro, mas que a pintura não seja removida. Forçar o instrumento com mais pressão do que o necessário pode causar buracos e deformidades na lataria.

Portanto, esse procedimento elimina o desgaste natural da utilização do veículo. Além disso, ele torna mais evidente a sua cor original, conferindo-lhe maior brilho e retirando toda e qualquer imperfeição.

Em que situações o polimento é recomendado?

Basicamente, o polimento é recomendado em duas situações. Primeiramente, ele é necessário quando a lataria estiver desgastada, com manchas e riscos que naturalmente surgem, com o passar do tempo. No entanto, não é recomendável que o procedimento seja feito em qualquer risco. A frequência exagerada pode danificar a lataria, mais do que consertá-la. Assim, certifique-se de que o carro realmente esteja precisando de um polimento.

Em segundo lugar, o polimento deve ser feito em caso de repintura. Se o veículo precisar de uma nova pintura, mesmo que seja em apenas uma parte dele, também é necessário polir. Aqui, o objetivo é remover a pintura original para que a nova possa ser aplicada. A não remoção da pintura anterior pode provocar o aparecimento de manchas ou mudança de tonalidade.

Após a aplicação da nova pintura, um novo polimento pode ser realizado, para que ganhe brilho e o carro fique com aspecto de recém-adquirido.

O que causa manchas e riscos?

  • Utilização diária do veículo;
  • Exposição ao sol;
  • Garagens e estacionamentos descobertos;
  • Exposição à chuva, por conta da oxidação e da ferrugem. Nas grandes cidades, a água mistura-se aos poluentes, constituindo o fenômeno da chuva ácida, bastante prejudicial à lataria dos carros.

Sempre que esses fatores de risco causarem impactos sobre a lataria do veículo, o polimento é indicado. Contudo, há casos mais graves, em que manchas e amassados não são resolvidos apenas com o polimento, exigindo outros procedimentos da estética automotiva.

Por fim, procure sempre contar com profissionais especializados para polir o seu carro e obter o resultado que você tanto deseja. Confie na DryWash.

Visite nossa loja virtual: https://www.loja.drywash.com.br/

Deixe um comentário